Av. Ipiranga 7464 - Sala 1032 / Jardim Botânico - 91530-000, Porto Alegre/RS

Criação de Sites, Desenvolvimento de Aplicativos

Governo vai apostar no desenvolvimento de aplicativos móveis

Governo vai apostar no desenvolvimento de aplicativos móveis

Serpro vai investir no mundo mobile para aprimorar processos da administração pública e atendimento aos cidadãos.

 

O uso da internet no Brasil mudou. Há alguns anos, era difícil imaginar o que os números apontam: a maior parte dos acessos à internet rápida hoje ocorre por meio de dispositivos portáteis. Em junho, verificou-se que 75% das conexões via banda larga no país foram feitas por aparelhos móveis, graças à tecnologia 3G, de acordo com a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Diante desse cenário, o governo tem como estratégia investir em aplicativos mobile para aprimorar serviços de e-gov para os cidadãos e seus processos de gestão. E essa é uma meta do Serviço Federal de Processamento de Dados(Serpro), segundo declarou o diretor-presidente da companhia, Marcos Mazoni, durante o 13° Fórum Internacional de Software Livre (fisl) em Porto Alegre.

Neste ano, o Serpro começou a estudar tablets, smartphones e os sistemas operacionais iOS (Apple) e Android (de código-fonte aberto). A partir daí, nasceram os aplicativos Viajantes no Exterior, lançado em 23 de julho, e o Pessoa Física, ambos para a Receita Federal. O primeiro garante aos brasileiros com viagem para o exterior a chance de tirar dúvidas sobre as regras de bagagem, consultar produtos isentos de Imposto de Importação e até simular o valor do tributo a pagar. Já o Pessoa Física permite ao contribuinte visualizar a liberação das restituições de imposto de renda e pesquisar o status de um CPF na base de dados do Fisco. Só esse último app está perto de alcançar 100 mil downloads na loja virtual da Google.

Marcos Mazoni garante que atender a esse novo grupo que acessa serviços governamentais por tablets e smartphones é a mais nova tendência do governo. “Queremos chegar àquela computação presente na mão do usuário final, na mobilidade absoluta, com o serviço garantido a qualquer instante e lugar. Esse é o nosso foco fundamental. Os nossos serviços serão todos preparados nessa lógica para chegar a quem precisar, seja o cidadão ou a estrutura interna do governo federal”, defende Mazoni.

Dentro da gestão
Além das ferramentas para a Receita Federal, o Serpro desenvolveu neste ano dois aplicativos móveis para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Um deles é o Siesc Mobile, versão móvel do Sistema de Execução de Serviços Contratados. Com ele, os 150 fiscais do órgão, responsáveis por verificar o andamento de obras públicas, podem conferir com mais rapidez, em campo, se os cálculos pré-apurados e cadastrados no sistema por engenheiros estão corretos. Os fiscais conseguem confirmar essas informações prévias ainda nas estradas usando tablets e enviá-las ao Sistema de Acompanhamento de Contratos (Siac).

O diretor-presidente do Serpro defende que esse é o momento também de se consolidar uma infraestrutura para que os serviços cheguem com mais qualidade aos usuários dos dispositivos móveis. “Para evoluirmos mais rumo ao mundo mobile, é necessário ter uma base tecnológica robusta, conquistada por investimentos em virtualização e computação em nuvem, que garantem maior escalabilidade e disponibilidade para os serviços, mesmo em momentos de pico”, explica. “Esses investimentos já são prioritários no Serpro há mais de dois anos e, por isso, nos sentimos preparados para entrar no desafio da mobilidade”.

Data Postada: 23/08/2016
Criação de Sites, Desenvolvimento de Aplicativos Fale com um consultor agora mesmo!